Jogue fora suas Fontes

 

11148496_860098190703172_5776886227162208085_n

Escolher o Tipo de letra correto para o seu trabalho não é tarefa fácil.

Você sabe como é: na hora de escolher, sobram opções e falta critério.

Com ou sem serifa?

Mais moderninha ou mais clássica?

Bold ou Light?

Quanto mais opções, maior a angústia.

Em se tratando de Fontes, a web é um oceano. Pesque com vara.

Eu sei que a tentação é grande. Muitos sites disponibilizam Fontes Free. Elas são legais e podem ajudar na hora do desespero. Mas, não se engane: a maioria não presta. Tem desenhos desequilibrados, faltam caracteres e são muito bobinhas, ou de uso muito restrito.

Fique com as clássicas, principalmente se você é estudante ou iniciante na profissão.

Escolha, digamos, 20 Fontes do seu gosto. Não mais do que isso. Não é preciso. Podem ser 10 Sem Serifa (mais úteis hoje em dia) 7 Serifadas (boas para texto) e mais 3 livres.

Faça esta escolha com critério, perca tempo decidindo quais devem entrar na sua lista tão seleta. Isso irá ter um impacto extraordinário na sua produtividade e na qualidade do seu trabalho, já que terá de escolher numa lista beeeem menor do que a sua atual (ou vai dizer que você não deixa trocentas fontes instaladas?).

Lembre-se: poucas opções significam poucas chances de errar.

Se permite uma sugestão, aí vão algumas Fontes que eu não deixaria fora de jeito nenhum:

Sem Serifa

Helvetica (ah, vá, não me diga!), FuturaMyriadTrade GothicAvenir, DIN e Gill Sans. Essas são clássicas, muito bem desenhadas e equilibradas. Não tem erro. Incluiria, nas 3 que faltam na categoria Sem Serifa, umas opções mais “moderninhas”: Halis Grotesque (minha nova paixão), Bebas Neue (só tem Caixa Alta) e Poplar.

Com Serifa

Caslon (prefiro a da Adobe), Garamond, Minion (não, não é a Fonte do Meu Malvado Favorito), Bodoni (ou Didot, as duas cumprem o mesmo papel), Copperplate, Cochin e Baskerville.

Nas 3 que faltam, uma Slab Serif – Rockwell, uma retrô/moderninha – Cooper Black e uma Fantasia, Manuscrita – escolha uma da sua preferência; eu ficaria com a P22Cezanne.

Pronto. Com este cardápio você não passa fome. Não irá provar todos os sabores que o mundo da Tipografia disponibiliza, mas pelo menos garante uma dieta equilibrada.

E o melhor: sem risco de diarreias.

Bom trabalho!

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Tipografia e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s